domingo, 14 de outubro de 2018

HORA DA VERDADE

Na Hora da
Verdade,
se Peita o
Inimigo.
A nossa
Liberdade,
ainda corre
Perigo.
Não se pode
Vacilar,
nem fazer
vista Grossa.
O mal não
pode Prosperar,
contra o Bem
não há quem
possa.
O Rumo da
Nação,
não pode ser
Incerto.
Votando com
a Razão,
o Futuro vai
ser Concreto.
É Bom ter
cuidado,
com a vossa
Escolha.
Para não ser
Enganado,
Tratado feito
Bolha.

Raimundo Sucupira

O BEM OU O MAL

Caro Amigo,com a Omissão
da Igreja Católica e de
Algumas Entidades,a Direita
com a Ajuda da Imprensa,do
Judiciário,Evangélicos e
Militares,Estão tomando
conta do Cenário Politico
neste Momento.
Eis ai,o seu Legitimo
Representante a Ameaçar
a Jovem Democracia,pois
trata se,de um Militar que
serviu a DITADURA,
Torturador,Assumido,
Sanguinário,Homofóbico,
Racista,Truculento,Ameaça
a Paz Social.
O que mais nos Assusta,é
ver que o Dito cujo não
Apresenta nenhum
Programa de Governo,nem
mesmo participou de um
só Debate para Apresentar
as suas Ideias,se é que tem,
mesmo Assim,são muitos
os que o Apoia.
Vejo com Preocupação,que
Boa parte da Sociedade esta
Contaminada,já não pensa
no Bom Comum,estão
tomado pelo Ódio,Rancor.
Conquistas que nos custou
Anos de Lutas,corre o Risco
de irem parar na Lata do
Lixo,o Raciocínio esta a
perder para o Fanatismo,a
Razão para a Emoção,o
Amor para o Ódio,em fim,
a Liberdade para a
Opressão.
Há,Talvez,Gente que,
Insensível a todos esses
perigos,só encontra Ventura
no Convívio com essas
Pessoas,ou seja,com esses
Inimigos do Bem Comum.
Cessar os Olhos para os
Desregramentos desses
Inimigos do Bem Comum,
é jogar por Terra todas as
Conquistas que ao longo de
40 Anos de Lutas tanto nos
custou.
Que todos fiquem atentos,
um Passo mal dado,poderá
nos custar Caro,Sofrer por
4 Anos,tudo isso,por conta
do Fanatismo,da falta de
Compromisso com o Bem
Comum.
Por uma Ironia do Destino,
Pessoas que se diz Salvos,
Povo de DEUS,Refiro-me
aos Evangélicos,fazendo
tal Opção,ou seja,Optando
pelo Inimigo do Bem
Comum.
Dado que,que cada
Brasileiro e Brasileira
Pense Bem antes de Votar,
pois o seu Voto poderá
Mudar para Sempre o
Destino do Pais,para o Bem
ou para o Mal,não Sejais
pois,Instrumento do Mal
Contra nós mesmos.
Ademais,"Suae Quisque
Fortuna Fabe Est"o Homem
é o Arquiteto de seu Próprio
Destino,por isso,pense Bem
antes de Escolher o seu
Representante nessas
Eleições....

Raimundo Sucupira

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

REGRAS

Sé a Pinguela
Balança,
o Cabra pode
Cair.
Sé ele faz
Lambança,
a Madeira vai
Tinir.
Aquele que
anda Direito,
não tem o
que Temer.
Seu Caminho
é Correto,
são as Regras
do Bom Viver.
Quem Preserva
Boa Conduta,
Serve de
Exemplo.
Da Verdade
Desfruta,
do Amor será
o Templo.
A Vida é Bem
Assim,
não pode ser
Diferente.
O que é Bom
para Mim,
Também é para
o Semelhante.


Raimundo Sucupira


TORRADEIRA

Caro Amigo,Em Primeiro
Lugar,Haverá Algo mais
Doce,Algo mais Precioso
que a Memoria?Se não
Sabem Contar Historias,
Tirem de um Embolorado
Alfarrábio Quatro ou
Cinco Palavras com as
Quais Formarão uma Bela
Historia.
Conheceis,porem,uma das
Inúmeras Historias que já
Vivi ao longo dessa minha
Vida,nesse meu Sertão,de
modo que,com ela hei de
Obriga-lo ao menos por
de lado essa vossa
Preocupação.
Nasci e Cresci no Sertão,
em meio à Fartura,tinha
de tudo em Casa,pouca
coisa se Comprava na
Feira.
Lembro-me Bem uma
dessa pouco coisa que a
Mamãe Comprava na
Feira,era o Café em Coco,
pois era Assim que ela
chamava o Café Cru.
Como naquela Época não
tinha tantos Utensílios,isso
era coisa de Rico,lembro-
me dos Ritos que a minha
Mãe fazia para Torrar o
Café.
Ela Preparava uma
Torradeira de Barro,depois
colocava no Fogão a lenha,
tocava Fogo,Quando a dita
Torradeira estava Bem
Quente,colocava o Café em
coco,Quebrava Alguns
pedaços de Raspadura em
meio aos Grãos de Café.
De posse de uma Colher de
Pau com um Cabo Comprido
para não Queimar a Mão,
começava a mexer o Café.
Quando o dito cujo
Começava a Torrar,o Cheiro
ia Longe,Quem estava a
favor do Vento,Sentia ao
longe,Tamanho era o Cheiro.
Café Torrado,era hora do
Pilão,pois Moinho era coisa
de Rico,Quem não tinha ia
para o Pilão,depois era só
colocar numa Lata e Tampar.
De vez em Quando ao
Senta-me à Mesa para tomar
o Café,Vem-me a Mente o
Café que minha Mãe Coava,
Adoçado com Raspadura,era
uma Delícia que nunca mais
tive o Prazer de Saborear.
Dado que,Quando Bate a
Melancolia,Ponha-me a
Viajar no Tempo,a Relembrar
daquelas Delícias que só a
Nossa Mãe sabe Fazer,tudo
isso nos trás um Certo Alento
a já tão Conturbada Alma....


Raimundo Sucupira

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

TRAÇADO

Diante da Urna,
a Vontade.
Para os Corruptos
a Fortuna,
para os Honestos
a Liberdade.
Escolher o
Certo,
com a Razão.
É ser Correto,
com a Nação.
Neste momento
Importante,
se faz
Necessário.
Que seja
Transparente,
para continuar o
Cenário.
A Escolha
Certa,
o Voto Bem
Dado.
A Decisão
Correta,
o Destino Bem
Traçado.

Raimundo Sucupira

ESCOLHER BEM

Caro Amigo,"Suae Quisque
Fortuna Fabe Est"(o Homem
é o Arquiteto de seu Próprio
Destino.
Fala se muito em Mudanças,
porem,são poucos os que
Querem mudar de Verdade,
Vivem todos a Defender o
seu Legado.
Mudança mesmo,só da
Boca para fora,Querem estar
mesmo é numa Boa,Querem
mesmo é Continuarem
Usufruindo das Mordomias
que lhes Provem,ou seja,
Continuar como Dantes no
Quartel de Abrantes.
Nesses dias que Antecede
as Eleições,é Bom que
todos os Brasileiros e
Brasileiras Coloque a Mão
na Consciência,pense Bem
Antes de Escolher seus
Candidatos,pois é da sua
Escolha que a Sociedade
vai Depender pelos 4 Anos
Seguinte.
Que nessas Eleições todos
Coloque suas Ideias para
que de Corpo e Alma
Lavada possa tomar a
Melhor das Decisões,ou
seja,Escolher as Pessoas
Comprometida com o Bem
Comum.
A Felicidade não Consiste
em Esta se Esta Contente
com o que se é,com o que
tem,mas com o que se
Oferece aos Demais.
Cessar os Olhos aos
Desregramentos dos
Políticos,é Iludir-se no
Tocante aos seus Delitos,
Imita-los, Amar neles  os
Vícios,Adora-los,como se
fosse Deuses,Leva-los hão
para o Fundo do Poço.
Há Talvez,Gente que,
Insensível a todas essas
Preocupações,só encontra
Ventura no Convívio com
essas Pessoas,sabeis por
tanto,agora,Qual a
Responsabilidade de cada
um de nós,a Nobre Missão
de Alertar os que nos
Rodeiam,para que não
venha a cair nessa Telha,
ou seja,a ser Enganado.
O Bom Procedimento de
cada um de nós vai manter
à Sociedade o que Pode a
Razão contra tão Poderoso
Inimigo,é Ela a Razão,que
vai Iluminar todos e todas
as nesse momento.
Dado que,que cada um de
nós faça o que tem que ser
feito,Separar os Bons dos
Maus,de Posse dessa
Faculdade,possa por fim,
Trassar o nosso Destino
por mais 4 Anos.Boa
Eleição a Todos e a Todas....


Raimundo Sucupira

sábado, 29 de setembro de 2018

GATO DE RUA

Encontrei um Gato
na Rua,
Magrinho só Osso.
Lembrei-me da
Beleza Sua,
da fartura e do
Colosso.
Disse esse é Meu,
não vou Abandoar.
O Pai Este me
Deu,
para que eu possa
Cuidar.
Dei lhes um Nome
Pomposo,
o chamo de
Bonitão.
Eis mais um Filho
Maravilhoso,
Mora em meu
Coração.
Chegaste em minha
Vida,
com Quem não Quer
Nada.
Tentando uma
Saída,
Agora tens uma Bela
Morada.


Raimundo Sucupira

FACILIDADES

Caro Amigo,Mas como o
Homem,Destinado aos
Negócios,não para de
Evoluir se,Esta Sempre a
Inventar,há Talvez,Gente
que,Insensível a todas
Essas Invenções,só
Encontra Ventura no
Convívio com o Antigo.
Dia desse,ao tentar fazer
a Limpeza na Geladeira,
fiz uma Verdadeira
Varredura nas Paginas
da Mente.
Veio-me a Lembrança
uma Cena Corriqueira
nos Tempos Idos.
Montava se Vários
Esquemas para
Armazenar as coisas
em Casa.
Lembro-me Bem de
Alguns deles,de 6 em 6
Meses Matava se um
Capado,destrinchava o
dito cujo,tirava todas as
partes.
Boa parte da Carne ia
para o Varal nos Fundos
da Casa,lá Secava por
Alguns Dias.
A Outra parte,Mamãe
Fritava,colocava tudo
nas Latas e Armazenava
na Dispensa,lá ficava
por 6 Meses ou mais.
Quando Precisava era só
Tira das Latas e
Esquentar.
Os Custais de Raspadura
em meio ás Palhas de
Bananeira no Paiol ao
lado da Casa,o Milho,o
Arroz de Casca pronto
para Pilar,era só pega-lo
e leva para o Pilão que
Reinava Soberano em
meio ao Terreiro.
Seguindo esses Preceitos
a Vida seguia o seu
Curso,sem nenhuma
Presa é Claro,hoje,a
Historia é Bem Diferente,
de tudo se Compra no
Mercado.
Dado que,Diante da
Modernidade,das
Inúmeras Facilidades que
se tem para Comprar as
Coisas,fica muito mais
fácil,se todas essas
Mudanças Boas ou Ruim,
se Facilita ou Atrapalha,
o Fato é que,tem muitas
coisas que não são mais
como Antigamente,ou
seja,Umas para Melhor,
Outras para Pior.
Ademais,como um
Cidadão que Sempre
Olhou para Frente,porem,
sem Esquecer-se do
Passado,Sempre Procurou
Preservar as coisas Boas
do Passado,Afinal,se não
Faz Bem,Mal Também
não há de Fazer.Eita
Sertão que Quero Bem....


Raimundo Sucupira


quarta-feira, 26 de setembro de 2018

VALENTIA

O Homem Esta
Perdendo,
o Contacto com
a Natureza.
Ambos vão
Morrendo,
isso é mais uma
Certeza.
A Gula fala mais
Alto,
só pensam no
Dinheiro.
Tudo virou
Asfalto,
não se tem mais
Atoleiro.
Com a Derrubada
da Floresta,
já não chove
mais.
Só Tristeza que
Resta,
nas Paginas dos
Jornais.
Sé isso não
Mudar,
a coisa vai ficar
Preta.
Nós vamos
Acabar,
no Fundo de mais
uma Valeta.


Raimundo Sucupira

PÉ DE GALINHA

Caro Amigo,Ainda Criança,
sem a Curiosidade de que
Busca Penetrar os Segredos
da Natureza,Conhecer
Coisas Novas,Descobrir as
Causas Ocultas e Todos os
seus Mistérios,Conhecer o
que Existe Alem do Céu
Era Extravagâncias que
Jamais lhes Cruzava a
Mente.
Afinal,Eramos Crianças,e
como Criança Vivia sob o
Julgo dos Pais,Estes por
sua vez,era Quem Decidia
o que devia fazer,ou seja,
Ajudar nos Afazeres da
Casa ou Estudar,as vezes,
as Duas Coisas,Eu fiz as
Duas.
Em umas das minhas
Andanças por Este Sertão
que tanto Amo,ao Visitar
uma Certa Comunidade,
passei por um lugar,dei de
Cara com Arrozal.
Ao ver aquela Cena Bela,
pois o dito Cujo Estava
todo Cacheado,não pude
deixar de Voltar no Tempo,
as Inúmeras Empreitadas
que Travei nas Roças de
Arroz que meu Pai
Plantava.
Quando o Arrozal
Começava a Crescer,já
Começava o Trabalho,
Quando Estava Molhado
de mais,meu Pai dava a
Ordem,os Pequenos iam
para o Arrozal Arrancar
os Pés de Galinha.
Para Quem não Conhece,
a Lida na Roça,o Pé de
Galinha é uma Especie de
Graminha que Espalha se
com facilidade nas Roças
de Arroz.
Quando a Terra Estava
Bem Molhada,não dava
para Arrancar com a
Enxada,o Jeito era fazer o
Trabalho com as Mãos,ou
seja,Arrancar a Unha.
Depois dessa Empreitada,
mal Descansava,o Arroz
Começava a Cachear,era
hora das Baias,Tinha que
Montar o Girau,pois era no
Girau que Eu ficava para
Tocar as Baias.
Girau Pronto,Construido
Estrategicamente em meio
ao Arrozal,Embornal de
Pedras,Zunga em Mãos,
Começava a Lida,essa
Pendenga durava até que
o Arrozal era Cortado e ia
para o Terreiro para Bater.
Quando isso Acontecia,a
Meninada tinha Alguns
dias de folga,sempre a
Espera de Alguma Ordem
dos Pais,Afinal,Naquela
Época,Ordem dos Pais não
Questionava,Cumpria-se
sem Reclamar.
Dado que,diante desse
Mundo Moderno,dessas
Inúmeras Mudanças,Quase
não Obedecem os Pais,
Quando faz,faz com uma
Certa Restrição,faço
Questão de fazer essa
Lembrança,foi Graças a
Essa Obediência que sou
um Cidadão que só Anda
Sobre a Luz da Razão.
Ademais,como um Cidadão
que Preserva os Preceitos
que Herdou dos Pais,faço
Questão de passar para a
Minha Filha,para que possa
passar para meus Netos,
posso pecar por Excesso,não
por Omissão....


Raimundo Sucupira

sábado, 22 de setembro de 2018

SENTIDO

Sé a sua Estrela
não Brilha,
não venha
Ofuscar a Minha.
Siga a sua
Trilha,
mesmo que seja
sozinha.
A Inveja é
Maldita,
Atrapalha uma
Vida.
Por ninguém é
Bem Vista,
é Preciso ser
Contida.
Quem nutre esse
Sentimento,
não sabe o que
diz.
Só conhece o
Sofrimento,
não sabe ser
Feliz.
Cada um tem
que Lutar,
contra essa
Divisão.
A Sociedade
Preparar,
Baseada na
União.


Raimundo Sucupira

O ULTIMO GOLPE

Caro Amigo,Os Políticos já
me não tem mais Obrigações,
vivem Incessantemente
ocupados em Bombardear
os Ouvidos do Povo com
Asneiras,Promessas e
Propostas Ridículas,no
Fundo,não passa de Lobos
em Pele de Cordeiro,ou seja,
Inimigos do Povo.
São três os Inimigos do
Brasil e dos Brasileiros e
das Brasileiras,o Judiciário,
o PSDB,a Globo e seus
Lacaios.
Estes de Coluio deram o
Golpe na Dilma e na
Democracia,depois deram
o segundo Golpe,tirando o
Lula das Eleições.
Há muito venho Alertando,
o PSDB,a Globo e seus
Lacaios Infiltraram se no
em meio ao Judiciário,
estão a Tramar contra o PT
e seus Aliados,isso é Fato,
Basta fazermos uma Analice
ao que se passa ao Pais.
A Começar por São Paulo,
um Estado Governado pelo
PSDB há Quase 20 Anos,a
Corrupção em São Paulo,o
Caso dos Trens e Metro,
nada foi Investigado,os
Processos foram
Engavetados.
No Paraná,os desmandos
do Governador Beto Richa,
o Judiciário Empurra com
a Barriga,Prenderam o Ex
Governador,no Outro dia o
Ministro Gilmar Mendes o
Soltou,ou seja,uma Prisão
para Inglês Ver.
O Tucano Aécio Neves,
pintou e Bordou em Furnas,
Recebeu Malas de Dinheiro,
nada disso serviu como
Provas,foi o Próprio Ministro
Quem disse isso.
Os Doleiros,todos ligados a
essa Gente,nenhum ficou na
Cadeia,foram todos Liberado
pelo Ministro Gilmar Mendes,
os Delatores estão Soltos,
Gozando do Dinheiro que
Roubaram do Pais.
Preso mesmo,só o Lula,sem
nenhuma Prova,pois até Hoje
não foi Apresentada Provas
que Prove de fato,que o tal
Triplex seja do Lula.
Só para Lembrar,um Detalhe
que passa Despercebido,
todos os Julgadores do Lula
são Filiado ao PSDB,ou são
ligados ao Partido.
Dar-vos,ei dois Exemplos,
o Juiz Sérgio Moro é Filiado
ao PSDB do Paraná,o tal
Empresário que Arrematou
o Tal Triplex,esta envolvido
em vários Delitos,e é ligado
os PSDB.
Diante de tudo isso,fica claro
de Qual o Judiciário
esta,tanto fizeram,que
Tiraram o Lula das Eleições,
Ceifando Então,os Sonhos
de Milhões de Brasileiros e
Brasileiras.
Dado que,diante de tudo
isso,esses Políticos
Corruptos,essa Mídia
Vendida,esses Urubus de
Toga,não tem nenhum
Precedente para Apontar
nenhum Rumo ao Povo,por
tanto,cabe ao Povo,Somente
ao Povo,Escolher e Trassar
seu Próprio Destino,as
Urnas será o seu Veredito....


Raimundo Sucupira

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

OSSOS

A Alvura dos
Ossos,
Espalhado pelo
Chão.
Nos causa
Remorsos,
é tamanha a
Sequidão.
Uma Seca
Medonha,
nos acossa
sem Parar.
Um dia se
Sonha,
desse mal se
Livrar.
Mesmo assim
não Deixo,
esse meu
Torrão.
Ele é o Eixo.
que Sustenta
meu Coração.
Meu Sertão
Querido,
de ti nunca
Reclamo.
Por Deus foste
Prometido,
Terra que tanto
Amo.


Raimundo Sucupira

ARVOREDO

Caro Amigo,Quando Acoça-me
a Melancolia,saio Vagando por
esse Sertão a Fora,Quando saio
não Costumo Levar muita coisa,
Principalmente Tecnologia,só a
Filmadora,nada mais que isso.
Dia desse ao ser Acometido por
ela,pequei a Filmadora,o
Embornal,Alguns Apetrechos e
sai pelo Sertão em Caminhada.
Não vou falar o lugar por onde
Andei,para não despertar a
Atenção de Alguém  que
Porventura venha a ser Parente
da Pessoa que já foi o Dono
Daquelas Terras.
Como disse há Pouco,não
Costumo fazer uso da tal da
Tecnologia,por isso não
Carrego GPS,por isso vou fazer
uma Base,Andei mais ou menos
de 10 a 15 Léguas,nada mais,
nada menos que isso.
Sempre Atento,fazendo as
Minhas Observações,pois o
Objetivo é Deitar tudo isso ao
Papel Quando Volto para Casa.
Já Cansado,Devido ao Sol
Escaldante que Reina por essas
Terras,ao Subir numa
Determinada Colina,ao longe
um Enorme Arvoredo.
Essa Visão chamou-me Atenção,
pois o Dito Arvoredo Destacava
Entre a Vegetação ao Redor,
Fiquei Curioso,fui de Encontro
ao Dito Arvoredo,Andei por
mais uma ou duas Léguas,
Finalmente,Estava Diante do
Imponente Arvoredo.
Algo chamou-me Atenção,os
Belos Cachos de Flores
Amarela,Constatei que se
Tratava de um Belo Pé de
Tamboril.
Devido ao Sol Escaldante,fui
para a Sombra,coloquei as
Tralhas ao Chão,Encostei-me
numa Pedra.
Relaxei um pouco,Sentindo o
Cheiro das Flores e Ouvindo o
Tinido das Asas dos Insetos,
Estes Atraídos pelas Flores.
Eis que de Repente um Clarão
Chamou-me Atenção,em meio
ao Clarão,Surge um Mancebo,
Sujeito Alto,Cara Estreita,Bem
Vestido,Palitó Azul Marinho,
uma Vistosa Corrente de Ouro
Indicava que Levava um
Relógio no Bolso do Colete,
em Mãos uma Bengala,com
um Adorno parecido com uma
Cabeça de Cavalo.
Meti a Mão na Algibeira,tirei
a Caneta e o Bloco,porem,os
Dedos Travaram,nada Escrevi,
não lhes fiz nenhuma Indagação.
Depois de um Breve Silencio,
Finalmente ouvi a sua Voz,uma
voz Firme,Pareceu-me um
pouco Autoritária(Esta vendo
tudo isso,é tudo Deleite meu)
Com a mesma Rapidez que
Apareceu,Também
Desapareceu.
Não Senti Medo,pois o Medo
é Algo que nunca tive,peguei
um Pedaço de Raspadura no
Embornal,pois a Raspadura é
Bom para nos dar Sustança na
Caminhada,Comi dois ou Trés
Pedaços,Tomei uns Goles
D,Água,juntei as Tralhas e fiz
o Caminho de Volta.
Dado que,em Casa,já um pouco
Descansado,da longa
Caminhada,fiz Questão de
Deitar ao Papel essa Passagem
que Aconteceu-me,para que
saibam que nesse Mundão,há
mais Mistério que se possa
Imaginar.
Ademais,como gosto de fazer,
já Estou pronto para fazer mais
uma Caminhada por Este
Sertão que tanto Amo,se não
for Pedir de mais,sem Certas
Visitas,ou Melhor,Aparições....


Raimundo Sucupira

domingo, 16 de setembro de 2018

JANELA

Pela Banda da
Janela,
Iaiá Espiando.
Que Gente foi
Aquela,
que por aqui
vai Passando.
Esta Gente
Estranha,
nunca vi Igual.
da uma Cisma
Medonha,
isso não é
Normal.
Tomara que
não Ficasse,
isso não ia dar
Certo.
Se essa Terra
Ressecase,
Transformaria
num Deserto.
No Sertão não
tem Lugar,
Pra esse Gente
Enxerida.
A Floresta tem
que Preservar,
com ela a nossa
Vida.


Raimundo Sucupira


PARAMIRIM,140 ANOS

Caro Amigo,Todo Homem
tem que Orgulhar se da
Terra Donde Nasceu,pois
é Nela que tudo Começou,
Os Seus Primeiros Passos,
Consequentemente seus
Primeiros Sonhos.
Paramirim,meu Amado
Rio Pequeno,Torrão
Donde Nasci,Rodeado
Pelas Montanhas,Vale
Perfeito para se Viver,
Terra Prospera e
Acolhedora,Aquele que
por Aqui se Aporta
Jamais Esquecerá,Amor
há de Sentir.
Quando os seus Primeiros
Raios Dissipam as Travas
que Toldam o Horizonte,
ou Assim como,diante da
Primavera que nos trás a
Beleza das Flores,tornando
Este Vale muito mais
Florido.
Nascido em tão
Esplendido Recanto,não
foi o meu Nascimento
Anunciado por Tristeza,
mas pela Alegria da Mãe,
Mulher que Sempre me
Sorriu Graciosamente,
dando-me,o seu Amor
Materno.
Sé com Razão é que se
diz Fazer o Bem aos
Homens,Essa Terra é um
Bom Exemplo disso,o
que Gera e Multiplica o
Bem Estar dos seus
Filhos.
Mas não Basta Ter-vos
Demostrado que de ti o
Principio e o Começo da
Vida.
É Preciso que se Ame que
Devota Esse Mesmo
Amor,Esse Carinho.
Feliz pelos seus
Benefícios,Amado pelos
Amigos,Desempenhando
Excelentemente Bem o
Papel de Filho,Ouso
Chamar-te de Mãe,Nesse
dia tão Belo,140 Anos
de Vida,Paramirim,minha
Terra Querida,sou Louco
por ti.
Contemplai Essa Gente
Alegre e Sonhadora que
se Dedica à Arte de
Amar,a Sua Alma
Incessantemente Agitada
para uma Multidão de
Sonhos e Ideias que hão
de Prosperar....

Raimundo Sucupira

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

LICURI

A Palha do
Coqueiro,
Balançando
ao Vento.
Em Baixo o
Vaqueiro,
Prepara seu
Alimento.
No Sertão o
Licuri,
Produz com
Fartura.
O que se Vê
por Aqui,
dessa Árvore
a Formosura.
Do Coco o
Alimento,
o que ele nos
Concede.
Da Palha o
Sustento,
nada aqui se
Perde.
No Sertão é
Assim,
Tudo tem seu
Valor.
Es tudo para
Mim,
Es Grande o
meu Amor.

Raimundo Sucupira


CHAPÉU DE PALHA

Caro Amigo,Não Esperais de
Mim nem Definição,nem
Divisão de Retórico,Aqui não
Caberia tal Coisa,Definir-me
Hei,Apenas como um
Saudosista que Quer tão
Somente Relembrar as coisas
Boas que Lhes Aconteceu no
Passado.
Nada nessa Vida é por Acaso,
nem tão pouco Complicado,
só Depende do ponto de vista
em que se coloca,a Minha
Infância foi Dura,porem,não
tenho do que Reclamar.
Basta Analisar as Coisas pelo
lado Bom,isso é o que Sempre
Faço,jamais deixei de
Preservar os Preceitos que
Herdei dos meus Pais.
Desde Cedo Aprendi com
Eles o Valor do Trabalho,do
Caráter,da Honestidade,da
Palavra,pois todos esses
Preceitos Dignifica o Homem.
Lembro-me Bem a Dureza
que era a Vida naquele Tempo,
porem, a Gente Tirava de
Letra,Arranjava Sempre um
Jeito,mas a Comida não nos
Faltava.
Meus Pais Tinha um Esquema,
2 vezes por Semana íamos à
Serra da Santana Buscar
Palhas de Coqueiro Licuri,pra
fazer Esteiras e Chapéus.
Papai Acordava às 3 Horas da
Manhã,com a Candeia em mãos
nos Acordava,Eu com 10 Anos,
era o Primeiro a Levantar,
Calçava as Alpercatas de Coro,
pegava o Embornal com o
Estilingue que ficava pendurado
ao Porno.
Ainda Escura colocava os pés
na Estrada,pois ia a pé,Carro
nessa Época era coisa de Rico.
Ao Chegar lá,de posse do
Facão Bem Amolado,meu Pai
Cortava as Palhas do Coqueiro
Licuri,fazia um Pequeno Feixe
para cada um,colocava a
Quantia que Aguentava
Carregar.
Tudo Arrumado,meu Pai nos
levava para o Olho D,Água que
ficava ao pé da Serra,Abria o
Embornal,que carregava
Contendo Farinha com
Raspadura,cada um Comia o
Seu.
Depois pé na Estrada,Quando
chegava em Casa,Estava todo
Escadeirado,devido a Carga
que Carregava,não Reclamava,
pois era o nosso Ganha Pão,a
nossa Sobrevivência,não
Tinha Tempo para Lamentação.
Com a Palhas no Terreiro,era
Hora da Mãe fazer os Chapéus,
o Chapéu que Ela fazia era o
Casco de Tatu.
Lembro-me Bem como era,a
Mãe Transava as Tiras de 5
Fina e Comprida,ia Arrodiando
no Molde,ao mesmo Tempo ia
Costurando com Linha de
Algodão,Quando chegava ao
Final,o Chapéu Estava Pronto.
Aos Sábados,Mamãe levava à
Feira para Vender,com o
Dinheiro,a Despensa estava
Abastecida.
Dado que,ao ver os Modos em
que os Filhos de Hoje em dia
são Tratados,fico um pouco
Preocupado,não pode isso,não
pode Aquilo,vemos que no
final das Contas,Quem sai
Perdendo nessa Historia são
os Filhos.
Ademais,como um Filho que
faz Questão de Preservar os
Ensinamentos que Herdei dos
Pais,Quero Passa-los para a
Minha Filha e Netos,isso é o
Minimo que posso fazer em
 Memoria dos meus Pais....


Raimundo Sucupira

sábado, 8 de setembro de 2018

FALANDO DE AMOR

Um Dia o Poeta
Falou,
o Amor Haverá
de Vencer.
Esta Semente
Germinou,
um dia há de
Florescer.
Quem fala do
Amor,
não fica
Esquecido.
É como Jardim
em Flor,
logo Percebido.
Vale Apenas
Viver,
Amar e Sonhar.
Quem ao Amor
Recorrer,
Triste não vai
Ficar.
Viva a Vida,
Viva ao Amor.
Essa é a
Saída,
para Combater
a Dor.


Raimundo Sucupira

DESAPEGO

Caro Amigo,Apesar da
Insistência,Querendo
ficar,um dia Haveremos
de Partir,uns Brevemente,
Outros se Alonga um
Pouco mais,no Entanto,
todos Partiremos um dia,
nada nos Segura por
Aqui.
Refletindo com Calma,
não e Difícil chegar a
Conclusão de que a
Vaidade não passa de
uma mera Ilusão,coisa
Passageira,Sempre fiz
Questão de dizer,Aqui
chegamos só e sem
nada,Lutamos o Tempo
todo para Juntar Fortuna,
Quando Partimos,
Partimos só e sem Nada,
não Levamos nada,fica
tudo Aqui.
O que nos deixa Triste é
Saber de tudo isso,e
Continuar Insistindo
Querendo ficar,Querendo
Juntar Fortuna,
Esquecendo Então,da
Única coisas que nos
Interessa de Verdade,a
Pureza da Alma.
É na Alma que esta o
nosso maior Tesouro,as
coisas Boas que
Praticamos,é somente
isso que será levado em
Consideração no dia do
nosso Julgamento.
No mais tudo será
Descartado,ou seja,será
deixado para trás,as Boas
Ações é que Pesarão
Perante o Juiz.
Haverá Sempre Pessoas
que,não levará nada disso
em Consideração,que
Continuará a sua Corrida
Desenfreada Rumo à
Riqueza,Eis ai os Ilustres
Personagens que,Guiado
pela Ganancia,
Pretendendo dar se Bem
na Vida.
O que os faz manter se,
na Ganancia,havera
Sempre Interesseiros que
se Esforçam para lhes
Agradar,pois Sabem que,
Adulando os Gananciosos
lhes tiram Sempre um
pouco de Vantagem.
Não Sabendo Este que,
tudo isso não passa de
Mera Ilusão,que nada
disso será levado em
Consideração na Hora da
Verdade.
Dado que,Quero Provar-
vos Também que não há
Boas Ações das Quais
não se Possa Praticar,
tudo é Possível,Basta
Querer se,Haverá Sempre
uma Maneira para
Recomeçar,as Boas Ações
é uma Delas....


Raimundo Sucupira

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

ELO

Não tem nada mais
Belo,
que se Acoitar
no Sertão.
Existe um
Elo,
entre o Sertanejo
e seu Torrão.
Um Sertanejo de
Verdade,
não deixa este
lugar.
A sua Felicidade,
esta sobre o seu
Lar.
O Sertão é a sua
Vida,
sem ele não sabe
Viver.
Dessa Terra
Querida,
só sai Quando
Morrer.
Sertão meu,
Terra que Quero
Bem.
Como o Pai nos
Prometeu,
como você outra
não Tem.

Raimundo Sucupira

TUTANO

Caro Amigo,Antes de tudo,é
Verdade que a Infância,a
Primeira Idade do Homem,é
Sem Nenhuma Sombra de
Duvida,a mais Alegre e
Encantadora das Passagens,
por que,Desde o Instante do
Nascimento somos Envolvido
em uma Atmosfera Especial,
que só os Pequeninos são
Capaz de Sentir.
Neste Momento Especial da
nossa Vida,a Natureza Sabia
Mãe,Derrama sobre nós o
Sedutor Encanto das
Passagens,Coisas que só se
tem na Infância.
Dia desse ao ir à Feira dei
uma Passadinha no Açougue
para Comprar a Carne,ao
passar por um Determinado
Box,vi Algo que,há muito
não via.
Ao Olhar para um Varal,vi
Alguns Pernis Pendurado,
Algo que não via há muito
Tempo,Geralmente se
Compra isso cortado para
coloca-lo na Feijoada,ao ver
Aquela Cena,não foi possível
deixar de voltar no Tempo,
Lembro-me Bem,Mamãe
Comprava os Pares de Pernis
para colocar no Feijão.
Ela Tinha uma Enorme
Panela de Barro,Cortava os
Pernis,colocava para
Cozinhar dentro do Feijão.
A Meninada já ficava
Ligada,na hora do Almoço,
um Gritava de cá,o Osso do
Papai é meu!o Outro gritava
de lá,o Osso da Mamãe é
meu!ficava a Espera de tão
Precioso Momento.
Quando eles acabavam de
Comer,nos Entregava os
Ossos,de posse dos Ossos,
vinha a Recompensa,como
a Dentaria era Boa,depois
de Roer-los vinha o melhor,
Virava a Colher,Batia o
Osso em cima da Colher
Algumas vezes,até que o
Tutano caia Sobre a Colher,
Ai era só Saborear Aquela
Delicia.
Há talvez,Gente que,
Insensível a todas essas
Passagens da Infância
preferem Esquecer se,ao
Contrário Deste,procura
lembrar,pois,ao fazer isso
nos trás um Certo Alento
já que o Tempo passou,e
com ele Também a nossa
Infância.
Dado que,como Sempre
fiz,tento passar Alguns
Preceitos,Dentre eles as
Coisas Boas que fizeram
Parte da nossa Saudosa é
Bela Infância,nos trás uma
Certa Paz de Espirito....

Raimundo Sucupira

sábado, 1 de setembro de 2018

ESPERTEZA

Tem Muita Gente
Vivendo,
no Mundo da
Esperteza.
A Verdade
Escondendo,
não fala nada
com Clareza.
Essa Gente vem
Agindo,
fora da Razão.
A Verdade vai
Sumindo,
Prevalece o
Espertalhão.
Nessa Luta
Desigual,
os Bons sai
Perdendo.
São Tragados
pelo Mal,
aos poucos vão
Morrendo.
Que a Verdade
Prevaleça,
diante desse
Impasse.
Que o Povo não
Esqueça,
que o Sol sempre
Nasce.

Raimundo Sucupira

ESCOLHAS

Caro Amigo,Quando um
Candidato é Fidedigno,
ele Tende a nos passar a
Fidúcia,Quando isso
Acontece,a Recíproca é
Verdadeira,Haverá
Sempre a Inteiração
Entre Comando e
Comandados,ou seja,
jamais haverá a
Felonia.
Imaginai Agora um
desses Candidatos que
se vêem por Vez,
Desconhecedor das Leis,
sem Respeito ao em
Publico.
Este Unicamente
Ocupado com os seus
Próprios Interesses,
Imerso em toda Especie
de Maracutaias,Inimigo
da Democracia,da
Verdade e do Bem
Comum,que na Verdade,
não passa de um
Finório.
Ocupando Então,tão
somente com às suas
Paixões e à sua
Utilidade Particular,e
pouco Preocupado com
o Destino da Nação.
Este,Rodeado pelos
Prazeres,Adulações,o
Luxo e Mil outras
Coisas passa à Condição
dos Gestores,os Afastam
Constantemente do
Dever,que é Zelar pelo
Bem Publico.
Diante de tudo isso,deixa
de Vigiar-se,para não ser
Seduzido pelas Donzelas
do Poder que Buscam
Incessantemente afasta-
los do Bem Comum,e,sem
falar das Ciladas,dos
Ódios e dos Perigos que
os Ameaçam
Constantemente os dias
do Bom Gestor.
Eis ai as Eleições a Bater
em nossas Portas,dezenas
de Postulantes ao Comando
do Pais,e as suas Propostas.
Que direi de Algum dessa
Gente que,sendo na sua
Maioria a mais Traiçoeira,
a mais Vil,e a mais Tola,
Pretende passar pela mais
Maravilhosa das Propostas.
Só há um ponto sobre a
Qual esses Homens são
Parecidos,Contentando-se
em trazer sobre si a
Responsabilidade em
cuidar dos Interesses do
Povo.
Uma vez no Poder,essa
Gente Vive a ponto de
Estourar de Satisfação,por
Ostentar tão Alto Posto,
Orgulha de Manter ao
mesmo Tempo a sua Força
e a sua Opulência.
Quanto sua Excelência o
Povo,Ver-se-ai,Reduzido
a Morrer a Míngua,
Enquanto os Bens são
Distribuido para uns
poucos que são Afilhados.
Dado que,cabe a cada um
de nós,Eleitores,a nobre
Incumbência de fazer as
Escolhas,que Seja a
Escolha Certa,Afinal,é
Ela que vai Selar o nosso
Destino e dos nossos
Filhos e Netos....


Raimundo Sucupira

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

MUTRETA

Quando a Grana
entre em Cena,
a Historia muda
de Figura.
Muita Gente se
Apequena,
a Verdade pouco
Dura.
A Mentira e o
Dinheiro,
uma Mistura
Perigosa.
De longe se sente
o Cheiro,
dessa mistura
Perigosa.
O Homem tem
que Entender,
que a Verdade é
Importante.
Sem ela não vai
Viver,
Neste Mundo
Impunemente.
Que isso sirva de
Lição,
para os
Desavisados.
O Final da tal
Corrupção,
é a Punição dos
Condenados.


Raimundo Sucupira

BARBEIRAGEM

Caro Amigo,Antes de mais
nada,com que Providência
a Natureza,Terna Mãe do
Gênero Humano,cuida de
Semear por toda Parte a
Semente da Alegria.
Sem a Alegria,a
Brincadeira,a Vida dos
Homens passaria a ser
mais Triste e Severa,Vê-
los-iamos Suncubi-se,ao
Tédio e a Solidão.
De vez em Quando,
Acossado pela Melancolia,
trato logo de Lembrar das
coisas Boas e Alegres,livre
por fim,de tão Medonha
Visitante(A Solidão)Entrego
me ao Doce Encanto das
Lembranças.
Dia desse num desses
Momentos,Lembrei-me de
dois Grandes Amigos,Tõe
de Zuza e Pad Nelson,Pad
Nelson Andava meio
Barbudo,Tõe de Zuza
Preocupado em fazer a
Barba de Pad Nelson.
Como Pad Nelson não
Queria nem saber de fazer
a Barba,Tõe de Zuza
Armou um Plano para
Conseguir tal feito,para
levar Pad Nelson na
Conversa,Prometeu-lhes
uma Carriola Nova,
Promessa Aceita.
Aos Trancos e Barrancos,
Tõe de Zuza Conseguiu
fazr a Barba de Pad
Nelson,num Determinado
Momento,Tõe de Zuza fez
uma Barbeiragem com a
Navalha e Arranhou um
pouco o Rosto de Pad
Nelson,que Reclamou.
Depois da Façanha Pad
Nelson saiu de Barba feita,
porem,Reclamando,Tõe de
Zuza foi nos contar a
Resenha,Mandou nos a
Perguntar Quem lhes fez
a Barba.
Pad Nelson Estava na
Esquina.Cheguei como
Quem não Quer nada e lhes
Disse,Tõe de Zuza Esta lhe
Procurando para fazer a
Barba Pad!Pad Nelson
Virou uma Fera,Encheu o
Pulmão,Gaguejando disse,
Queta Pad!Tõe Zuza tá
Doda!Quase Ranco Metade
Minha Cara!Quero Saber
dele Nada!Foi Aquela
Gozação.
Dado que,Diante desse
Fenômeno Estranho
Chamado pelos Entendidos
de Estresse,nada melhor
que Relembrar as Passagens
Alegres que tivemos com
os Amigos no Passado,para
nos trazer um pouco de
Alento a já tão Conturbada
Alma,isso nos trás uma
Certa Tranquilidade...

Raimundo Sucupira

domingo, 26 de agosto de 2018

ONDA

Pelo Andar da
Carruagem,
a Mamata vai
Acabar.
Não adianta a
Chantagem,
o Povo não vai
Deixar.
Essa Gente sem
Moral,
que deram o
Golpe.
Nos causando
tanto Mal,
vai sair a
Galope.
O Rumo dessa
Historia,
logo vai ser
Mudado.
O Povo tem
Memoria,
não vai ser
Enganado.
Da Laranja se
tira o Tampo,
Antes de
Chupar.
É uma Questão
de Tempo,
Eles não Perde
por Esperar.


Raimundo Sucupira

NA MÃO GRANDE

Caro Amigo,Para Satisfazer
o Amago,muitas vezes
Roubamos,Matamos,
Mentimos,Traímos,fazemos
Coisas que para nós são
Normais,no Entanto,para os
Outros são Anormais.
Não há Grande Diferença
entre Essas Pessoas e os
que,por Confiança na
Proteção dos seus
Pensamentos,são Sempre
Embolados pelas mais
Doces Ilusões.
Essas Pessoas Acabam
Geralmente por Torna-se
Meliantes mas,por uma
Delicadeza do Destino,
Preferem Continuar
Enganando a Todos que
lhes Provem.
Basta que Alguém Bem
Sucedido Apresenta uma
Conta Bancária,e logo lhes
Chama Atenção,Basta isso
Apenas,para que Este Seja
Depenado.
Vê-se a todo Momento
Oferta dos Celerados
Através de Delações para
Livrar-se das Mãos da
Justiça,depois de fazer uso
desse Artificio,esses
Ladrões Pode Recomeçar
Sossegadamente a Saquear
o Erário Publico.
Dir-me-eis,Talvez,Grande
Mal é ser Enganado,
Roubado,Pior Ainda é
Saber que seus Enganadores
Estão a Solta.
Vede com que Complacência
a Justiça vem tratando essa
Gente,Quase todos já Estão
em LIBERDADE,os
Doleiros,já não se Encontra
no Cárcere,Estão todos a
Gozar do que Desviaram do
Erário.
Mas por que hei de Limitar
me a falar Somente desses
Meliantes,há Também
Aqueles que lhes dão
Sustentação,os Políticos que
tem o Aval do Povo,ou seja,
Foram Escolhido para cuidar
dos Interesses da Nação,que
no Entanto,Alia-se aos
Impios na Imunda Tarefa de
Dilapidar o Erário.
Dado que,como um Cidadão
de Bem,que sempre lutou
pelo Bem Comum,Espero
que os Demais Também faça
o Mesmo,Lutar pelo que é
Certo,Afinal,Trata se do que
é Nosso e dos nossos Filhos
e Netos.....

Raimundo Sucupira

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

VERDADES

Quando a Grana entra
em Cena,
a Historia muda de
Figura.
Muita Gente se
Apequena,
a Verdade pouco Dura.
A Mentira e o
Dinheiro,
uma mistura muito
Perigosa.
De longe se sente o
Cheiro,
dessa mistura Danosa.
O Homem tem que
Entender,
que a Verdade é
Importante.
Sem ela não vai Viver,
neste Mundo
Impunemente.
Que isso sirva de
Lição,
para os Desavisados.
O fim da tal
Corrupção.
é a Punição dos que
Forem Condenados.


Raimundo Sucupira

O BEM E O MAL

Caro Amigo,Eis que a Politica
Brasileira Esta Repleta de
Políticos Gárrulo,Ignavo,
Quando na Verdade,deveria
ser ao Contrário,Quando se
Escolhe Andar à Frente de
um Povo,o Individuo tem que
ser Ilibado.
É Fácil,Todavia,Perceber
como seja Possível,
Confrontar um Motivo
Oposto mais Forte,Desde que
um Daqueles Motivos,seja a
Busca pelo que é Justo,e que
o Individuo em Questão seja
por ele Determinado.
Observa-se,Contudo,em
Numerosas Circunstâncias,
que um Homem Publico não
Sendo Probo,não Oferece à
Sociedade Nenhum tipo de
Segurança.
Esta á a Razão pela Qual foi
Necessário por tudo isso em
Discussão,poder no Minimo,
Distender essa Discussão em
meio à Sociedade.
Sé,por outro lado,a
Necessidade de Encontrar
um ponto de Equilíbrio entre
Políticos e Sociedade,nos leva
a tão Sonhada Mudança,
Poderemos com Idêntico Bom
Senso,Escolher nossos
Representantes.
Pergunta-se,Então se esses
Políticos,Submetidos a
Influências tais,ainda seria
capaz de Servir a Coletividade,
ou se,em Sentido Posto,
Defenderia os Próprios
Interesses.
O que nos Restaria,nesse
Contesto,a Soberana Escolha,
a nossa Faculdade de poder
Escolher Quem vai nos
Representar.
A Vontade Livre,como já
Dissemos,será a Vontade que
não forem Determinada por
Razão Alguma,Digamos por
nada,que não venha do Povo.
De modo que,Eis ai as
Eleições a Bater em nossas
Portas,Cabe a nós por tanto,a
Escolha,o Certo ou o Errado,o
Bem ou o Mal,as Cartas estão
Sobre a Mesa,que cada um
faça a sua Aposta,ao final,
veremos Quem sairá Vencedor,
os Bons ou os Maus,Quem
Viver Verá...

Raimundo Sucupira

sábado, 18 de agosto de 2018

PENSAMENTOS

O Pensamento
Vagueia,
Feito Asa do
Gavião.
Pelos Aires ele
Passeia,
nos Confins do
meu Sertão.
O Poeta que
Pensa,
Deita tudo ao
Papel.
A Modernidade
Dispensa,
Fazendo uso do
Cordel.
Um Pequeno
Folheto,
Pendurado na
Corda.
É mais um
Amuleto,
para quem dele
Discorda.
A Mensagem é
Clara,
não tem como
Errar.
O Poeta
Declara,
Vamos todos
Amar.


Raimundo Sucupira

GATO POR LEBRE

Caro Amigo,Dia desse em
Uma Grade de uma
Determinada Televisão,vi
uma Chamada que Chamou
me Atenção,a Dita
Chamada dizia(2 Homens
foram Presos por ter
Roubado um Filhote de
Tubarão)Fiquei Curioso e
Esperei para ver a tal
Reportagem,o Vídeo
Mostra Claramente os
dois Homens Tirando o
Filhote de Tubarão do
Tanque donde Estava e o
Colocou num Carrinho de
Bebê.
Depois de ter Colocado o
Filhote de Tubarão no
Carrinho de Bebê,os
Meliantes Saíram
Rapidamente como se
Tivesse Empurrando de
Fato um Bebê em seu
Carrinho.
Na Verdade,Naquele
Carrinho Tinha de fato,
um Bebê,só que de Tubarão,
ou seja,com os Dentes
Bem Afiado,Caso Algum
Desavisado Viesse a lhes
fazer Bilu,Bilu.
Diante dessa Cena Bizarra,
Cheguei a Seguinte
Conclusão,Quando se trata
da Ladroagem,Ladrão é
Ladrão em Qualquer lugar
Mundo,essa Gente sem
Vergonha não tem Limite.
Não Importa se é Aqui no
Brasil ou no Exterior,não
Importa a Nacionalidade,
é cada um pior que o
Outro,dando um Péssimo
Exemplo à Sociedade.
Quanto às Autoridades,
que Fique o Alerta,pois
não sé Sabe nem o dia,
nem a Hora em que esses
Meliantes vão Aprontar,
Lembrando de um Velho
Chavão(É Melhor se
Prevenir,que Remediar)
que fiquem Atentos.
Mas já Posso Ouvir a
Celeuma que os Ilustres
Defensores dos Foras da
Lei vão Causar,Deixamos
que esses Senhores
Discutam à Vontade,Sobre
tudo isso,Quanto a nós,só
nos Resta é se Precatar,ou
seja,Colocar as Barbas de
Molho,pois Quem tem,tem
Medo.
No mesmo Sentido é que
se deve Entender a
Indignação com a Qual a
Sociedade Encara tudo que
se Passa,com essa Onda de
Crimes em meio à
Sociedade.
Dado que,do jeito que as
coisas Estão,já não
Sabemos onde estamos
seguros,nas Ruas em meio
às Pessoas,ou Trancafiados
em Casa,a Quem Temer,à
Policia ou o Bandido,os
Homens ou os Animais,é
só uma Questão de
Sobrevivência,Viver ou
Morrer....

Raimundo Sucupira

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

LIÇÃO

Não Fujo da minha
Razão,
não Entro nesse
Esquema.
A Tal Corrupção,
não Entra no meu
Sistema.
Um Sertanejo de
Verdade,
não gosta da
Malandragem.
Luta pela sua
Liberdade,
não Apoia a tal
Vadiagem.
Com a Sociedade
Agredida,
a Realidade nos
Diz.
Com ela Carcomida,
o Povo não é
Feliz.
Que fique a
Lição,
para que possa
Entender.
Com essa tal
Corrupção,
a Nação Inteira vai
Perecer.


Raimundo Sucupira

MILONDA

Caro Amigo,Raciocinando
com Calma,Percebe-se que
DEUS Possui Excelentes
Razões para Amar os mais
Humildes,Creio que Nesse
Ponto o DIVINO se
Assemelha Bastante aos
Sertanejos,Estes Preferem
o Convívio com os Iguais,
ou seja, os Seus.
Mas como me Meti a
Raciocinar,Continuarei e
Contar-vos-ei uma
Passagem Engraçada que
Aconteceu-me a Poucos
Dias.
É Sabido que a Milonda é
um Santo Remédio,para
os que não conhece,é uma
Raiz muito Amarga.
A Milonda é uma Raiz que
não falta na Casa dos
Sertanejos,há Sempre essa
Raiz Guardada em Algum
Lugar na Casa.
Ela Serve para muitas
Enfermidades,Usa-se de
Várias Maneiras,na Água,
na Pinga,a Pessoa é que
Escolhe.
Mas sem que essa Entre
em Pormenores,voltando
ao Caso,como faço Sempre
fui a Venda do Helio de
Manezim,para tomar uma
e em Busca de uma Boa
Prosa,de uma Resenha
Nova.
Ao pé do Balcão,a Espera
dos Matutos,para uma Boa
Prosa,Eis que Chega o
Dozim Neto da Finada
Lorminda.
Grande Amigo,um Amigo
da Infância,conversa vai,
conversa vem,até que
chegou o Primeiro Matuto.
Sempre Atento,o Helio
logo o Atendeu,Indagando
o que ele Queria Beber,o
Matuto foi logo dizendo,
Quero um Amargo dos
Bons,Helio foi lá dentro,
voltando logo em seguida
com um Litro em Mãos.
Pegou um Copo,colocou
uma Talagada das Boas,
Bem Generosa,Quase na
Boca do Copo.Gritando
em Seguida(Essa é
Milonda,tá Amargando
tanto,que Derruba até
Carrapato)Provocando as
Gargalhadas em todos que
Estavam Presentes.
É por essas e Outras que
Prefiro essa Gente de uma
Simplicidade Extrema,pois
são delas que se ouve as
coisas Simples e Belas.
no mesmo Sentido é que
se Deve Encontrar a
Indignação com a Qual
Sentimos nesse Mundo
Moderno,na Cidade
Grande,longe do Sertão.
Dado que,diante da Voraz
Melancolia,que Tanto nos
Acossa,saio Sempre a
Procura dessas Pessoas,
nelas há Sempre os
Momentos Alegres,nos
Quais nos trás um Certo
Alento a tão Conturbada
Alma...

Raimundo Sucupira

domingo, 12 de agosto de 2018

AMOR

Quem Ama não
Mata,
nos diz o
Ditado.
Aquele que
Maltrata,
tem que ser
Condenado.
Quando se
Ama,
não se vê
Defeito.
De nada se
Reclama,
para tudo da
um Jeito.
O que não
pode faltar,
é o Amor
Verdadeiro.
É Importante
Cuidar,
de seu
Companheiro.
A Importancia
do Amor,
é algo sem
Igual.
Seja lá como
For,
nos enche de
Moral.

Raimundo Sucupira

QUEM AMA NÃO MATA

Caro Amigo,Na Ordem
Natural,o Instintivo
Amor à Vida,Parece em
Certos Casos Inferior a
Tantos Outros,como se
Observa no tal
Feminicídio.
Reciprocamente,a
Experiencia nos mostra
que as mais Cruéis
Torturas foram
Vitoriosamente
Suportada com a Ajuda
Deste Pensamento,dado
que a Vida não Poderia
ser Conservada senão a
Este Preço,o Amor
Incondicional à Vida.
Cada um de nós,por
pouco que Observa a
Própria Consciência,não
Tardará a Perceber que
o Objeto dessa
Faculdade é Seguramente
a sua Vontade Pessoal.
A única coisas que ainda
se Apresenta duvidosa
aos nossos Olhos,é o
Grau de Necessidade
com que Certas Pessoas
tem em Querer mandar na
Vida dos Outros,e tentar
se Apossar dela.
Isso nos faculta a Ocasião
de fazer observar o que
se passa na Sociedade
nos Últimos Tempos,uma
Palavra pouco
Pronunciada vem a tona
com força total,o tal do
(FEMINICÍDIO)o
Homem Matando a Mulher
e vice versa,o que é mais
grave,tudo isso em Nome
do Amor.
Em Nome desse Suposto
(AMOR)essas Pessoas
acham se Donos da Outra,
Influenciando-se Este mas
de modo Arbitrário à
Sucumbi a Vontade Alheia.
É Grave o momento em
que Vive a Sociedade
Brasileira,Quase todos os
dias,Surge mais um Caso
de Feminicídio,donde uma
Mulher é Morta pelo seu
Companheiro.
Quando se Estabelece uma
Determinada Relação entre
um Casal,em nenhuma
Circunstância um poderá
ser posto em Confronto
com o Outro,é Evidente
que,o Objeto da Vontade,
os Quais Determinam a
Harmonia entre os Dois.
Dado que,Quando se tira
uma Filha da Casa dos
seus Pais,o Cidadão tem
o Dever de trata-la com o
Devido Respeito,sob tudo
o Amor que lhes Prometeu,
é com essa Confiança que
o Pai Entrega sua Filha ao
seu Pretendente.
Ademais,é pensando e
Agindo assim,que Convivo
com a Minha Companheira
e com a nossa Filha,fruto
dessa União,um cuidando
do Outro,Até o dia em que
o Pai nos Chamar,Enquanto
Este dia não chega,
Cuidamos pois um do
Outro....

Raimundo Sucupira

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

MATUTO

Um Matuto não se
Aperta,
Quando o Assunto
é a Saúde.
Ele sabe o que
Presta,
toma logo uma
Atitude.
Quando os Males
Aparece,
as Ervas entre em
Cena.
Todas que tem ele
Conhece,
da maior a mais
Pequena.
Quem Vive nessa
Terra,
tem que Conhecer.
Do Baixão á
Serra,
tudo isso para não
Perecer.
No Sertão é mesmo
Assim,
não tem outra
Maneira.
Tem começo meio
e Fim,
ninguém Vive de
Brincadeira.

Raimundo Sucupira

RABO DE GALO

Caro Amigo,Por que Sulcar,
porem,tão Imenso Oceano
de Inovações,Ainda que a
Ciência nos trás Tanta
Comodidades.
Em meio a todas essas
Inovações,Erga-se um
Humilde Matuto,com à
Simplicidade nos
Apresenta a Solução,sem
Nenhum Custo.
Percorrendo com tão
Grande Rapidez as
Diferentes Classes Sociais,
as Enfermidades Estão
cada vez mais Frequentes.
Tudo nesse Mundo
Moderno é tão Obescuro
e Variável que Impossível
se torna Conhecer
Seguramente o que Quer
que Seja,Dentre elas as
Enfermidades.
Dia desse tive que ir à
Farmácia a mando da
Mulher,Comprar Alguns
Remédios,dentre eles uma
Pomada para Combater
Manchas e Espinhas na
Pele.
Ao pegar em Mãos aquela
Pequena Caixa Contendo
a tal Pomada,não foi
possível deixar de voltar
no Tempo,Veio-me a
Mente os Cuidados da
Minha Mãe.
Por ser Descendente dos
Tapuios,tinha um Enorme
Conhecimento das Ervas,
Qualquer Enfermidade lá
vinha Ela com um Inguento.
Ao ver aquela Pomada,
Lembrei-me de uma
Passagem,um dos Irmãos
Apareceu com o Tal Pano
que é nada mais,nada
menos que,algumas
Manchas Brancas no
Pescoço.
Minha Mãe Correu ao
Quintal,Voltando logo em
seguida com a Solução,um
Galho de uma Planta que se
Chama Rabo de Galo,na
Foto a Cima Seguro uma
Galho da Dita Planta.
O Rabo de Galo é um
Santo Remédio para as
Manchas na Pele,Machuca
se,ao Pilão,depois Esfrega
Sobre as Manchas,Arde
um Pouco,porem,é tiro e
Queda,em poucos dias as
Manchas Somem.
Sou a Prova Cabal disso,
depois desse Inguento,
nunca mais fui Acometido
por essas Enfermidades,
Pena que a Mamãe se foi,
sem Ela para Cuidar de
nós,temos que Recorrer
às Farmácias e as tais
Químicas.
Dado que,diante dessa
Modernidade,faço Questão
de Preservar Certos
Preceitos que Aprendi
com meus Pais,dentre
Eles o Cultivo das Ervas
Medicinais,Planto Várias
Ervas em meu Alpendre,
Quando Preciso as Tenho
Bem Pertinho de Mim,ao
Alcance das Mãos,alem de
Curar,é uma Boa Maneira
de Economizar,já que tudo
esta pela Hora da Morte,
nesse Mundo Moderno....


Raimundo Sucupira

domingo, 5 de agosto de 2018

MALDADES

Usaram a Camisa
Amarela,
Para Enganar o
Povo.
Depois dessa
Balela,
Sumiram de
Novo.
Essa Gente sem
Moral,
que não tem
Precedente.
Nos causou tanto
Mal,
Cassando uma
Presidente.
Essa Gente
Maldosa,
sem nenhum
Pudor.
De uma Forma
Ardilosa,
só nos causa Dor.
O Povo tem que
Entender,
que essa Gente é
Ruim.
Com eles vamos
Perder,
sua Maldade não
tem Fim.

Raimundo Sucupira

DE ARAQUE

Caro Amigo,Quando Pensamos
que já Vimos de Tudo nessa
Vida,Eis que nos Aparece uma
Noticia Pitoresca,Essa veio do
Exterior,de um Zoológico em
um Pais Àrabe.
Um Gestor do Zoológico
Pintou um Burro para que o
dito cujo ficasse Parecendo
com uma Zebra,o que o
Charlatão,ou melhor,o Gestor
não Previu era que,as Listras
Poderia Borrar,pois foi o que
Aconteceu.
Um Turista Querendo
Registrar a sua Passagem pelo
dito Zoológico,tratou de tirar
uma Selfie.Na dita Selfie,a
Farsa foi Descoberta,a Zebra
de Araque,Estava toda Borrada,
ou seja,as Listras Estava
Escorrendo,deu Zembra nas
Pretensões do Charlatão.
Ao ver essa Cena Ilaria,não
foi Possível deixar de Lembrar
de um Velho Chavão que a
Minha Santa Mãezinha dizia(A
Mentira tem Pernas Curta)Nesse
Caso,as Listras Durou Pouco.
Diante de tudo isso,só nos
Resta Saber o que diz as
Autoridades a Respeito dessa
Farsa,Quem vai ser Indiciado
por Praticar a Propaganda
Enganosa,o Burro ou o Gestor
do Zoológico.
Deixando o Lado Cômico de
Lado,Partindo para o Lado
Sério,como Ambientalista,
Estou ficando cada vez mais
Preocupado,Esta ficando cada
vez mais Frequente Este Tipo
de Agressão aos Animais.
Dia desse,vi uma Outra Cena
parecida com essa Aqui no
Brasil,numa Entidade,as
Crianças Pintando um Cavalo,
Agora,em Outro Pais a Cena
se Repete.
Diante de tudo isso,fica cada
vez mais Claro,que nossos
Irmãos que como nós não tem
o Poder de Raciocinar,por tanto,
de Separar o Certo do Errado,
Precisa Urgentemente de mais
Proteção e Respeito.
Não é Saudável,não é
Respeitoso,não é Inteligente,
fazer Uso desses Artifícios para
Interagir ou Ganhar Dinheiro.
Dado que,como um Sertanejo
e Ambientalista faço Questão
de deixar Bem Claro o meu
Repudio à Esse Tipo de
Desrespeito aos Nossos
Irmãos,Assim como nós,Eles
Merecem ser Tratado com o
Devido Respeito,Afinal,somos
Todos Irmãos....

Raimundo Sucupira

quarta-feira, 25 de julho de 2018

CAVALO DE PAU

Um Moleque
Acuado,
Amuado num
Canto.
Seu Brinquedo
foi levado,
só lhes Restou
o Pranto.
Seu o Cavalo
de Pau,
Companheiro
Inseparável.
Virou pau do
Chiqueiro,
Uma Perda
Incomparável.
Alguém sem
Coração,
fez uso da
Treita.
Levou seu
Alazão,
uma Grande
Desfeita.
O Brinquedo é
um Presente,
da Criança o
Apego.
Sem ele
Tristemente,
se perde o
Aconchego.

Raimundo Sucupira

QUINA PRETA

Caro Amigo,Dias Antes dos
Festejos Juninos,dar-se a
Inicio à um fator Inusitado,
a Comilança,donde se Come
de tudo,é Comida a dar com
Pau.
São vários os Festejos em
que se Comemora no
Sertão,os mais Festejados
são José,São João,São
Pedro,Estas são Festas que
em todos os Lares tem
Comes e Bebes.
Com o Auxilio de tão
fieis Seguidores é que
faço um Relato de
Algumas coisas que
Acontece por essas
Bandas nessa Época.Hei
de Obrigar-lo,ao menos,
a por de lado o Semblante
Fechado,Desanuviar-lhes
ei a Face,Força-lo,ei a por
de lado aos seus Sérios
Princípios,e por Algum
Tempo,Entregar-se à
Alegria.
Mas não Basta ter-vos
Demostrado que a Alegria
Reina por aqui nessa
Época,Quero mostra-vos
Agora a Importância de
preservar todas essas
Lembranças,o que ao
longo dos Tempos
Vivemos nessa Terra tão
Alegre.
Lembro-me Algumas
passagens Boas Dentre
elas a Comilança,uma
Época em que todas as
Casas em que Visitamos
somos Recebidos com a
Mesa Farta.
Lembro-me Bem,em uma
das Andanças pelas Casas
da Redondeza,depois de
Comer e Beber em toda as
Casas,Voltei-me para Casa,
pois a Barriga já não
cabia mais nada.Eis que
de Repente,Quase vi Iaiá
atrás da Porta,ou seja,a
coisa ficou feia,a coisa
Desandou,corre da li,corre
da colá,Mamãe Apareceu
com uma Caneca Contando
uma Infusão de Quina
Preta,foi Tiro e Queda.
Passado Algumas Horas,
Estava Novinho em Folha,
porem,com uma Grande
Lição Aprendida,Comer
com Moderação,coisa que
é Difícil por Aqui.
Dado que,para os que
porventura vir a Comer
essas Delicias nesses
Festejos Juninos,fica a
dica,Quina Preta é um
Santo Remédio,como dizia
minha Santa Mãezinha(É
Tiro e Queda)por tanto,
Comeu de mais,Quina
Preta é o Remédio.
Ademais,como um
Sertanejo que Sempre
Presou pelas nossas
Tradições,Espero que os
Demais Também faça o
mesmo,Afinal,são as
Tradições que nos Mantem
Vivos na Historia..

Raimundo Sucupira

domingo, 22 de julho de 2018

MALDADE

O Cabra que
é Maldoso,
não faz uma
Caridade.
Um Inimigo
Perigoso,
que só faz a
Maldade.
Essa Gente
é do Mal,
não gosta de
Ninguém.
Sua Maldade
é sem Igual,
nunca faz o
Bem.
Sua Vida é
um Tédio,
só Vive na
Solidão.
Para ele não
há Remédio,
já fechou o
Coração.
Somente o
Criador,
lhes dará o
Veredito.
Neste dia o
seu Penhor,
no Tribunal
fica Escrito.

Raimundo Sucupira

JUNTOS E MISTURADO

Caro Amigo,Haverá Maior
Perda de Tempo que a de
Meter-se em Brigas
Politica que Nascem
Nem Sempre se Sabe por
que,e que são Sempre
mais Prejudiciais do que
Úteis ao POVO.
Quero provar-vos
Também que Nenhum
Valor Tem os que Lutam
Nessa Guerra,pois para os
Maiorais,Quando os seus
Objetivos são Alcançado,
logo são Descartados.
Sé Querem Verificar até
que Ponto chega a Inépcia
desses Maiorais,Perante os
Problemas do Povo,Volvei
os Olhos para o que esta a
Acontecer ao PAIS.
O Cenário esta se
Desenhando Exatamente
como Prevíamos,os
Golpistas que Tempos
Atrás numa Manobra
Sórdida,Juntaram se para
dar o Golpe na Dilma e na
Democracia,Estão Juntos
Novamente.
Mexeram e Viraram,
Enrolaram o Povo,pois
não tem Compromisso
com o Povo,nem com o
Pais,pois só pensam em
si,em seus Interesses,eis
que estão de Volta.
mais uma vez estão
Juntos,DEM,PSDB,os
Maiores Responsáveis
pelo Golpe ao Pais.
Enrolaram o Povo,
deixaram para a última
Hora,Finalmente,se
Revelaram,estão Juntos
e Misturado,como diz o
Ditado.
Ai esta o que há de pior
para o Cenário Politico
Brasileiro,como estamos
num Suposto Regime
Democrático,cabe ao
Povo fazer a sua Escolha.
Quanto aos Golpistas,não
sei se Devo Colocar-los
no Rol dos Políticos,pois
não há Grande Diferença
Entre Estes e os Inimigos
da Pátria.
De modo que,vos Afirmo,
há maior Desfaçatez que
Verdade no que esses
Políticos Dizem,já não
Consegue Dedicar-se aos
Assuntos Sérios,tão
Somente a Demagogia.
Ademais,como sempre
Lutei pelo Bem Comum,
há 40 Anos,faço isso,que
jamais Aliar-me aos
Impios,Espero que os
Demais Também possa
fazer o Mesmo,Afinal,é
do nosso Futuro e dos
nossos Filhos e Netos que
Estamos Tratando....

Raimundo Sucupira



quarta-feira, 18 de julho de 2018

MENTIRA

Numa Mente
Destorcida,
se pode
Guardar.
Uma Historia
Esquecida,
que ninguém
Quer Contar.
Essa Mente
Perigosa,
é nociva feito
Sal.
Uma Comida
Saborosa,
que pode ser
Fatal.
Sé o Cabra
Acreditar,
na Doçura desse
Mel.
Ele pode
Acabar,
Amargando
feito Fel.
Como diz o
Ditado,
a Mentira tem
perna Curta.
Uma vez
Contaminado,
sua Vida pouco
Custa.

Raimundo Sucupira

XODÓ

Caro Amigo,Dia desse ao
Passar por uma Rua,vi um
Jovem Casal a Conversar
ao Pé do Ouvido,ao ver
Aquela Cena,Veio-me a
Mente uma Historia
Engraçada.
A Historia de Pequena de
Melinda,Mulata,Furnida,quis
o Destino que ficasse
Solteira,como dizia os
Antigos(Pro Caridó)Não
se Casou.
Como diz as Mas Línguas
ficou para Titia,ficou com
a Raspa da Tacho.
Como toda Cidade
Pequena,as Pessoas tem
Sempre um Apelido que
não Gosta de ser chamado,
a Pequena tinha um(Se
Alguém a chamasse de
Moça Velha Comia Sal na
Mão.
A Meninada Sabia disso,
ficava todos Escondido,no
meio das Moitas,Quando
a Pequena Vinha Vindo na
Rua com o Balaio de
Maxixe Sobre a Cabeça
para Vender na Rua.
Todos Gritavam(Tira pó,e
Bota Pó,Moça Velha não
tem Xodó)Ao Ouvir essa
Cantiga,a Pequena Virava
uma Fera.
Colocava o Balaio ao
Chão,Saia Correndo atrás
de Nós,pega da li,pega da
colá,ao Final,não pegava
ninguém.
Minha Mãe era muito
Amiga da Dita Cuja,ao
Saber do Ocorrido,Mamãe
Ralhava com a Gente,ao
Final,ficava tudo Bem,
Afinal,tudo não passava
de uma Brincadeira de
Criança.
Hoje vemos com Tristeza
que as Crianças já não se
Comporta como as de
Antigamente.
Vejo com uma Certa
Preocupação que Estes ja
não nos Trata com o
mesmo Respeito.
Quase não Somos notado
por essa nova Geração,o
que Antes era puro
Apreço,Hoje não passa de
Mero Detalhe.
Alem de ter que conviver
com o Fantasma da Idade,
temos que Enfrentar
Também a Solidão.
O Tempo foi Passando,
essas Figuras foram
Saindo de Cena,as
Crianças ao longo dos
Anos Foram Crescendo,
tudo foi se Acabando,
Restando tão Somente as
Lembranças de um Tempo
que não Volta Mais.
Dado que,ao Folhar as
Paginas da Mente,fica
Difícil deixar de lembrar
de uma Época em que
com Muito Pouco se era
Feliz...

Raimundo Sucupira

domingo, 15 de julho de 2018

FARTURA

A Chuva que
Cai,
Molhando o
Chão.
A Rama que
Sai,
Embelezando
o Sertão.
A Fartura que
Chega,
Tranquilizando
o Lar.
Quem nele se
Apega,
Nada lhes
Faltará.
Com a Comida
na Mesa,
se Preserva a
Raiz.
Não Existe
Tristeza,
o Homem é
Feliz.
Um Lar onde
a Paz,
Reina com
Sabedoria,
A Harmonia
nos Trás,
Tão Somente a
Alegria.


Raimundo Sucupira

O BEM ANTES DE TUDO

Caro Amigo,Ainda Longe de
Sermos Prefeitos,pois,a
Perfeição é Algo Ainda
Distante,Somos Acometido
por uma Onda de
Fisiologismo,Qualquer coisa
que Acontece,Antes de saber
o que se passa,já Apontamos
o Dedo.
Os Defeitos Estão Sempre
com o Semelhante,nunca
Conosco,Lembrando de um
Certo Galileu(Estamos
Sempre Prontos para Apontar
o Cisco no Olho dos Outros,
no Entanto,nunca
Enxergamos a Trave no
Próprio Olho)o que vem
Acontecendo nos Últimos
Tempos nos Preocupa,Essa
Onda de Lixamento Moral,
Físico e Espiritual.
Reciprocamente,a Vida nos
Ensina que as Refinadas e
Cruciantes Torturas foram
Vitoriosamente Suportadas
com a Ajuda Deste
Pensamento,Amor ao
Próximo.
Observa-se,Contudo,que
Quando Praticamos essa
Ventura,longe ficamos da
Avareza,do Egoismo,da
Injustiça,do Abominável
pre Julgamento.
Esta é a Razão por que foi
Necessário a fim de poder,
no Minimo,Defender esse
Conceito,pois Trata-se do
nosso Semelhante.
Eis aqui Outro Testemunho
de Suma Importância,
Quando Jesus,no Madeiro,
Orando pelos seus Algozes,
dizia(Perdoa-lhes meu Pai,
pois eles não Sabem o que
Faz)Diante de tudo isso,se o
Próprio Enviado,o Justo,foi
capaz de Perdoar seus
Algozes,por que nós não
somos capaz de Perdoar o
nosso Semelhante?Mas,sem
que Eu Entre em
Pormenores,com o Tempo
Aprendi,PECADO é Opor
se ao PERDÃO.
Dado que,Antes de sair por
ai Julgando e Condenando
os Outros,é Bom que se
Saiba Antes o que se Passa
com Eles,muitas vezes se
Salva uma VIDA Apenas
com uma Palavra Amiga.
Ademais,como um Cidadão
que Sempre Lutou pela Paz,
o Amor e o Bem,Espero que
os Demais Também faça o
mesmo,Afinal,só o Bem é
que Salva...


Raimundo Sucupira

quinta-feira, 12 de julho de 2018

GRATIDÃO

Calça de Algodão
Riscado,
Camisa feita para
Festa.
Botina de Coro
Curado,
Chapéu Quebrado
na Testa.
Um Sertanejo de
Verdade,
não precisa de
Bolodório.
Nem tão pouco
de Vaidade,
passa longe do
Escritório.
Basta um Boa
Sanfona,
um Triangulo e o
Pandeiro.
Que tudo
Funciona,
não se liga para
o Dinheiro.
Este é o nosso
Sertão,
Onde todos nós
Vivemos.
Amor e Gratidão,
isso é tudo que
Queremos.

Raimundo Sucupira

LARANJA FLOR

Caro Amigo,Cabe a todos
nós Quando Sonhamos,
Dispor com Vigor o
Espírito,Proporcionar-lhe
o Delírio,que nos faz
Desfrutar,esse Delírio
Feliz que nos Afasta todas
as Inquietações,que nos
Atormenta nessa Vida
Moderna.
A Memoria já me não
Deve Todas as
Obrigações,por isso,de
vez em Quando Falha,nos
leva a deixar Sempre algo
para trás,Embora se
Afasta às Vezes dos
nossos Afazeres.
Quando isso Acontece,as
Coisas Mudam,o que era
Belo passa a ser Feio,ou
seja,Tristonho.
Dia desse ao Ir à Feira a
Mando da Mulher,fazer
Algumas Compras,ao
parar em frente a uma
Banca de Frutas,mas
Precisamente, de Laranja,
Lembrei-me que mandou-
me Comprar a dita Cuja.
Ao Escolher as Laranjas,
não foi possível deixar de
voltar no Tempo,Ainda
Criança,ficava Rezando
para chegar a Sexta Feira,
era na Sexta Feira que a
Mamãe Comprava as
Laranjas.
Na Sexta Feira os
Vendedores cohegava a
Tardezinha vinha do
Morro do Fogo,Barra,
Muchilana,Santarém,
Paramirim das Criolas
e Região.
Na ida para Apanhar
Água no Rego Mestre,a
Mamãe Aproveitava
para Comprar Laranjas.
Lembro-me Bem,os
Vendedores Colocava
os Animais no Curral e
na Manga do seu
Cazuza,depois colocava
 as Bruacas em Baixo
dos pés de Tamarindos da
Praça Santo Antônio,
Eles Ascendia a Fogueira
para fazer o Café.
Os Fregueses chagavam
e Escolhia as Laranjas,
nas Bruacas,as Laranjas
Flor do seu Colodim,era
as Melhores,as Mais
Doce.
Depois da Compra das
Laranjas,todos de volta
para Casa com a Água e
as Laranjas,já pensando
na Próxima Sexta Feira,
não Poderia Imaginar que
Divertimento,que Prazer
tudo isso nos
Proporcionava.
Dado que,diante de tudo
isso,só nos Resta é
Relembrar dessas coisas
Boas que já nos
Aconteceu,tudo isso nos
trás um Certo Alento a já
tão Conturbada Alma....


Raimundo Sucupira



domingo, 8 de julho de 2018

FLORADA

No Talho do
Café,
a Alvura.
Que Beleza
que é,
em meio a
Formosura.
Em meio a
Florada,
nada em
Demasia.
A Roça Bem
formada,
é motivo de
Alegria.
Este é o
Desejo,
de todo
Trabalhador.
De todo
Sertanejo,
que Planta
com Amor.
Essa é a
Saga,
de todo
Lavrador.
Espera pela
Paga,
de tudo que
plantou.

Raimundo Sucupira

ALGO EM COMUM

Caro Amigo,Ao Longo da
Vida,Aprendemos a
Conviver com Alguns
Precalços,Dentre eles o
que Sonhamos e Fazemos,
por essas e Outras,é que
Existe a tão Falada
Oposição,ou seja,os que
não Concordam Conosco.
Dai o Eterno e Perigoso
Enfrentamento Entre
Iguais,às vezes o que Eu
acho que é Bom para
Mim,não é Bom para as
Outras Pessoas.
É Preciso que se tenha o
Equilíbrio Necessário
para Saber Separar tudo
isso,ou seja,colocar cada
um no seu Devido Lugar.
Não sou Vaidoso,há
muito deixei isso para
trás,esse Defeito não
tenho mais,Quero tão
Somente,Viver em
Sintonia com a Minha
Mãe Natureza,para um
Sertanejo isso não chaga
a ser um Sacrifício.
A Convivência com a
Natureza,já nos trás uma
Enorme Vantagem,a
Fronteira que nos coloca
Entre a Criatura e o seu
Criador,não pode haver
Exemplo maior que Este?
Este é o Exemplo a ser
Seguido,a Integração
entre Homem e
Natureza,pois um
Depende do Outro para
Sobreviver.
Tudo que Acontece a um,
logo Acontece ao Outro,
pois tudo Esta Interligado
Entre si,Homem e
Natureza é uma Coisa
Só.
Em Hipótese Alguma
Poderá Haver essa
Separação,Desde a
Criação Ambos Vivem
Juntos,é irá Permanicer
se,até o Último Momento
Deste Evento Fantastico
que é a VIDA.
Dado que,num Momento
em que tanto se fala em
Preservação,é Bom que
cada um de nós faça a
sua Parte,Separando um
pouquinho do seu Tempo
para Cuidar daquela que
tanto nos tem dado sem
nada nos Cobrar em
Troca.
Ademais,como um
Sertanejo,Filho dessa
Mãe,Ambientalista,que
Sempre lutou em defeza
dessa Mãe,Espero que os
Demais Também faça o
mesmo,Afinal,Quem Ama
Cuida...

Raimundo Sucupira

quarta-feira, 4 de julho de 2018

CANTORIA

É Bela essa
Cantoria,
do Carro de
Boi.
Canta com
Maestria,
a Saudade
que dói.
Tempos da
Infância,
que ficou
para Trás.
Somente a
Lembrança,
que o Tempo
não desfaz.
Com essa
Modernidade,
isso já não
se Vê.
Agora é só
Saudade,
que Sinto de
Você.
Só nos Resta
Relembrar,
Daquela
Beleza.
Nada vai
Acabar,
com a nossa
Tristeza.

Raimundo Sucupira

AZEITE E CANTORIA

Caro Amigo,Procedendo como
Procedo,Creio Faze-lo mais
Modestamente que o Comum
dos Sertanejos,Quero tão
Somente,Relembrar Algumas
Passagens que há muito ficou
para Trás.
Ainda Criança,o que mais
Gostava de fazer era
Acompanhar meu Pai nos
dias em que Ele ia Carrear
Lenha.
Logo Cedinho,pegava uma
Corda e ia para a Manga
Pegar os Bois,nem mesmo o
Aruvaio no Capim nos
Assustava,pegava os Bois,
Corria para Casa.
Meu Pai Colocava o Canga
nos Bois,depois os
Colocava no Carro,era hora
de Partir para o Mato para
Enche-lo de Lenha.
Carro Cheio,era hora de
fazer o Caminho de Volta,
porem,Tinha Algo muito
Importante,a Preparação para
A Viagem de Volta,Devido ao
Peso,Algumas Providências
era Tomada,para que o Eixo
do Carro não Viesse a
Esquentar.
Todo Carro de Boi Carrega
Algo muito Especial,Algo
Imprescindível,que jamais
Poderá Faltar num Carro de
Boi.
Pega-se um Chifre de Boi
Grande,fura-se dois Buracos
pequenos em Cima,Amarra
um Arame,e o Pendura no
Gastalho.
Enche o Dito Chifre com o
Azeite de Mamona,pega-se
um Pequeno Graveto,uma
Bucha feita com um Pedaço
de Pano Velho,Colocando o
Dentro do Chifre.
De vez que Quando,em meio
à Viagem,Quando o Eixo
Esquentar,dar uma Paradinha,
dar uma Boa Lambuzada no
Eixo.
Ai é só Seguir Viagem e
Aproveitar a Cantoria do
Carro,Dependendo da
Madeira que for Usada para
fazer o Eixo,a Cantoria é
Diferente,um do Outro.
Passados 50 Anos,em meio à
Modernidade,já não se Usa
mais os Carros de Bois,Este
Cede Lugar para as Maquinas,
as Cargas ficam mais Fáceis
de Transportar,Até mesmo os
Animais são Tocados nas
Mangas por Vaqueiros Usando
a Moto.
Dado que,isso ficou mesmo
nas Lembranças,Quem viu,viu,
Quem não viu,não verá nunca
mais,é por essas e Outras que
Faço Questão de Relembrar.
Ademais,como Gosto de
Preservar Certos Preceitos,esse
é mais um que nos faz Bem e
nos Traz um Pouco de Alento
a Já tão Conturbada Alma.....


Raimundo Sucupira

domingo, 1 de julho de 2018

COMODIDADE

Como diz uma
Máxima,
Estamos perto
do Inferno.
Refém da
Maquina,
Vive o Homem
Moderno.
Já vem do
Berço,
Essa Nossa
Saga.
Este é o Preço,
que se paga.
Para a
Modernidade,
não tem
Reparo.
Essa Grande
Comodidade,
pode custar
Caro.
Sé o Homem
não Mudar,
essa Direção.
Ele vai
Acabar,
no Fundo do
Valão.

Raimundo Sucupira

DEDO DURO

Caro Amigo,Nesse Mundo
Moderno,Quando nós
Pensamos que já vimos de
Tudo,Eis que somos
Acometido por mais uma
Polemica Nova.
Destinado aos Negócios o
Homem Moderno se
Moderniza cada vez mais,
Eis que Fabricaram um
Robô que é capaz de fazer
com Galhardia,as Tarefas
de Casa.
A Maquina faz de tudo
em Casa,é só o Dono dar
o Comando de voz e ela
Executa as Tarefas seja
elas Quais forem,tudo
isso sem nenhum
Problema.
Até ai tudo Bem,os seus
Donos ficam na maior
Comodidade,é só mandar
que o faz de tudo Executa
as Funções,Até que,foi
Descoberta uma Faceta do
tal faz tudo,ou melhor,do
Robô.
Vi uma Reportagem em
que dizia,que Algumas
Pessoas Estava a Reclamar
dos seus Robôs.
Que eles Estavam dando
Informação sobre seus
Donos a Terceiros.
Descobriu-se,que o tal do
Robô,Alem de Fofoqueiro
é Traidor,o Dito Cujo foi
pego com a Boca na Botija,
Alem de Gravar as
Conversas dos Donos,o
Danado Mandava as
Gravações para Outras
Pessoas.
Diante dessas inúmeras
Constatações,seus Donos
não ficaram nada
Contentes com a Conduta
do do seu Funcionário,pois
Alem de Linguarudo,e
Traidor,colocou seus
Segredos na Boca do Povo.
É por causa dos seus
Benefícios que vemos por
toda Parte tanta Gente
Vergados ao peso da
Preguiça,no Entanto,Quer
tudo em Mãos.
O que é certo, é que as
Pessoas que haja Refletido
Seriamente sobre todas
essas coisas,será capaz,
muito Provavelmente,de
Continuar a Buscar cada
vez mais os Serviços
dessas Maquinas.
Mas o que é mais
Importante ainda é ver
Pessoas se Riem dessas
Extravagâncias,e os que
as Praticam passam por
Loucos,e Loucos são
Realmente,pois Poucos
se Importam com a sua
Privacidade.
Os que a tudo isso acham
Maravilhoso,Moderno,
Diga-me se não é muito
melhor voltar um pouco
nos Tempos do Fogão a
Lenha,Guardando a sua
Privacidade.
Fica o Alerta,Quanto mais
se Entregam à
Modernidade,Tanto mais se
Afastam das coisas mais
Simples,pois nela pode
Estar a tão Sonhada
Felicidade.
Dado que,como um
Cidadão que Sempre
Seguiu certos Preceitos,
Prefiro o Contato Direto
com as Pessoas,a
Conversa Olho no Olho,
Afinal,são coisas que as
Maquinas não Podem
Fazer....

Raimundo Sucupira

quarta-feira, 27 de junho de 2018

PREPARADO

Cachorro Rajado
Latindo,
no Terreiro da
Casa.
Romper do dia
vai Surgindo,
Bule de Café na
Brasa.
Cavalo Abanando
o Rabo,
sentindo o cheiro
da Palha.
Enxada ao lado
do Cabo,
madeira separada
para a Tralha.
Cuia com semente
Escolhida,
para Plantar no
Roçado.
No chiqueiro a
Porca Parida,
a Espera do seu
Preparado.
Este é o meu
Sertão,
uma luta sem Fim.
Terra do meu
Coração,
Es tudo para Mim.


Raimundo Sucupira

UNIÃO

Caro Amigo,Ergueu-se,uma
Enorme Barreira em meio à
Sociedade,Eis que a
Sociedade Esta Dividida,de
um Lado os que Representa
a Direita,do Outro Lado os
que Representam a
Esquerda,em  meio dessa
Pendenga o Povo.
Com mais de 40 Anos de
Militância na Vida Publica,
Cuja a Lida Sempre foi
com o Social,com o Bem
Comum,Confesso que
Nunca vi a Sociedade tão
Dispersa.
Nem mesmo nos Anos de
Chumbo,ou melhor,no
Tempo da Ditadura,pois
nesse Tempo se tinha uma
Causa para Lutar,a
Liberdade,agora,vemos
que é uma Luta sem Causa,
tão Somente para
Contestar.
A meu ver,há um
Sentimento que Sobretudo
Impede essas Pessoas de
Conhecer Perfeitamente as
Coisas,a Vaidade,que lhes
Obumbrá o Espírito,e o
Ódio que lhes Afasta dos
Grandes Feitos.
Em meio a tudo isso,haverá
Gente que Prefere a
Prudência a Qual Concente
em fazer uma Ideia Justa
das coisas,Incluso em maio
a Estes.
Por trás e tudo isso,Alguns
Maiorais,que Vive tão
Distante das Opiniões e dos
Costumes Comuns,que não
pode ser Útil nem a sí
Próprio,nem à Pátria,nem
ao Povo.
O Resultado de tudo isso,
não poderia ser Outro,a
Tragedia Social,ou seja,
Brasileiros lutando contra
Brasileiros,Quando deveria
ser ao Contrário,a luta
deveria ser uma só,tirar o
Pais dessa Crise que o
Assola.
Diante de tudo isso,só
Deus sabe o que poderá
Acontecer a Essa Jovem
Senhora que Atende pela
Alcunha de Democracia,
um Bem que Pertence a
Todos os Brasileiros e
Brasileiras,que no Entanto,
Corre Enorme Perigo.
Dado que,Diante de todos
esses Acontecimentos,onde
as Coisas Mudam a cada
Instante,o Bem Comum ser
posto em Primeiro lugar,
pois,Essa é a Única coisa
que será capaz de tirar Este
Pais do Atoleiro.
Ademais,como um
Cidadão que Sempre lutou
pelo Bem Comum,Espero
que os Demais Também
faça o mesmo,Afinal,nós
Somos um só Povo,uma só
Nação...

Raimundo Sucupira



domingo, 24 de junho de 2018

PARTIDA

Quando sé é do
Bem,
no dia da
Partida.
Nessa Vida
Ninguém,
Faltará na
Despedida.
Quem preserva
a Memoria,
lutando sem
Vaidade.
Entra para a
Historia,
Defendendo a
Liberdade.
Não Importa se
a Dor,
faz parte da
Caminhada.
Quando se luta
com Amor,
a Vitoria vem
Dobrada.
Essa Vida é
Assim,
nós temos que
Entender.
Tem começo e
Fim,
um dia vamos
Morrer.


Raimundo Sucupira

 
Contador de Visitas Para Blogs